Um fora na crise

Primeiro seminário Doce Revista aponta soluções e oportunidades para o setor de confectionery

O ideograma chinês para crise, que incorpora o símbolo de oportunidade, permeou as palestras do seminário Chocolates, Candies e Biscoitos – Impactos da Crise, Soluções e Oportunidades. Programada pela Editora Definição, que publica Doce Revista, esta primeira edição reuniu especialistas do setor de confectionery no dia 18 de novembro em São Paulo, sob o patrocínio da Bosch, Caramuru e Duas Rodas, com apoio da Abiad, Abicab, Abief, Abimapi e Cereal Chocotec (Ital). Em sua palestra “Cenário e Perspectivas para o Setor de Chocolates e Candies”, Oswaldo Nardinelli, ex-dirigente da Arcor, Mondelez e titular da consultoria ON 360º, sintetizou as principais e eventuais dúvidas dos presentes, respondendo questões como “Aonde estão e quem consome as mais de 600 mil toneladas de produtos deste setor, se é tão difícil encontrá-los nos PDVs?”, “Qual o melhor caminho para crescer?” “Por que é tão difícil conseguir distribuição no Brasil? e “Que aprendizados tiramos de quem já ultrapassou algumas dessas barreiras?”. Nardinelli, da ON 360º baixo consumo per capita de confeitos ainda suscita oportunidades. Segundo ele, embora o país passe por um momento crítico de sua economia e política, ainda exibe um enorme e forte potencial. “O setor enfrenta desafios, porém há muito mais oportunidades do que problemas para grande parte das empresas”, argumenta Nardinelli, assinalando que os atalhos para o crescimento passam por uma estratégia mais clara, focada e objetiva de marketing e vendas; pelo aprofundamento do entendimento do consumidor e do shopper e pelo foco na segmentação de clientes, principalmente no atacado. Para

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorEdição 249
Próxima matériaHora do lanche