Farinha inovadora

Adriana, da Ingredion custo competitivo e apelo sustentável.
Adriana, da Ingredion custo competitivo e apelo sustentável. Com aplicações em biscoitos, snacks e forneados doces e salgados, a linha de farinhas de leguminosas de alto teor proteico Vitessence Pulse levou o Fi Innovation Awards 2016, na categoria de Ingrediente Mais Inovador. Desenvolvidas e patenteadas pela Ingredion, as farinhas sobressaem pelo alto conteúdo de proteína e fibra, com baixo teor de gordura, resultando em formulações isentas de glúten, tendência em voga no filão de saudáveis, porém mais nutritivas, como fonte ou ricos em proteína e fibras. “Elas ainda permitem substituir fontes proteicas alergênicas como ovos, soja e leite, sem deixar de lado a experiência sensorial, o custo competitivo e o apelo sustentável de sua cadeia produtiva”, ressalta Adriana Rached, diretora de marketing e estratégia da Ingredion. Leguminosas como ervilha, fava e lentilha, acrescenta a executiva, fazem parte de uma classe conhecida como pulses. Esses vegetais ganharam destaque internacional, com a declaração pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) de 2016 como o Ano Internacional de Pulses (IYP/International Year of Pulses). Como o seu cultivo dispensa o uso de fertilizantes e utiliza uma quantidade de água muito menor quando comparada a outras fontes proteicas de origem animal, essa classe de leguminosas ostenta também forte apelo sustentável. “Enquanto a produção de um quilo de pulses consome cerca de 360 litros de água, são necessários 15.620 litros na produção de um quilo de carne bovina”, confronta Adriana.

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorSolução à vista
Próxima matériaVirou chicle