Avanços na venda direta

25
Ainda é incipiente, mas a venda direta de confeitos, inclusive pela internet, ganhou neste ano um reforço considerável. Pesos-pesados como Nestlé, Danone, Mondelez e Unilever ampliaram iniciativas dessa modalidade, objetivando estreitar laços com os consumidores e, sobretudo, cobrir demandas não alcançadas com o varejo tradicional. Na Nestlé, por exemplo, as vendas on-line da Páscoa levaram a companhia a desenvolver um novo projeto de comércio eletrônico. A Mondelez também começou a fazer a venda direta de chocolates e ovos de Páscoa no site da Lacta e tem reforçado parcerias com supermercados e marketplaces (shoppings virtuais) para expandir suas operações na web. Globalmente, a Mondelez International fixou em março a meta de atingir US$ 1 bilhão em vendas on-line no mundo até 2020. No Reino Unido, a companhia lançou um site para a venda de kits da marca Cadbury. Na Danone, as vendas diretas já representam 15% da receita em Salvador (BA),

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorA vez do sódio
Próxima matériaVolta às aulas gourmet