Atacado em alta

Distribuidores respondem por 53% de todo o mercado nacional

Atacado em alta
A Abad (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores) divulgou os resultados do Ranking Abad/Nielsen 2018 – ano base 2017, pesquisa realizada anualmente pela entidade que fornece um retrato abrangente do setor, com dados relevantes para os agentes de distribuição e para todos os seus parceiros de negócios, integrantes da cadeia de abastecimento. Destro, da Abad: setor cresce 3,7% e atinge R$ 259 bilhões. De acordo com a pesquisa, em 2017 o segmento atacadista distribuidor cresceu 0,7% em termos reais e 3,7% em termos nominais, atingindo faturamento de R$ 259,8 bilhões, garantindo aos agentes de distribuição a fatia de 53,6% do mercado mercearil nacional, que compreende produtos de uso comum das famílias, como alimentos (confeitos inclusos), bebidas, limpeza, higiene e cuidados pessoais, atingindo a soma de R$ 484,9 bilhões no exercício. “Pelo décimo terceiro ano consecutivo, a participação do atacado distribuidor no mercado brasileiro permanece superior a 50%”, comenta Emerson Destro, presidente da Abad e diretor geral do Destro MacroAtacado, maior atacadista do Sul do país. Os números são apurados a partir de dados fornecidos voluntariamente por empresas do setor associadas à Abad e analisados pela consultoria Nielsen, em parceria com a FIA (Fundação Instituto de Administração). Outros dados trazidos pelo estudo corroboram a tendência, já verificada nas pesquisas anteriores e que se consolida, de crescimento mais acentuado nas empresas de porte médio, que atendem apenas um estado. Nas 362 empresas do estudo que atuam em apenas um estado, o faturamento nominal chegou a crescer 9,4%, enquanto as 252 empresas que

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorArraial da sorte
Próxima matériaAjuda à infância