Volatilidade mantida

292
Ronaldo Lima Santana
Ronaldo Lima Santana O mercado internacional de açúcar apresentou grande volatilidade de preços no período de junho e julho. Entre os diversos fatores que conduziram a esse cenário sobressaem, do lado da alta, as previsões de déficit no mercado global de açúcar, a desvalorização do dólar e as chuvas no  Centro-Sul do Brasil, ocorridas na primeira quinzena de junho, comprometendo o bom andamento da moagem. Para complicar o quadro se acentuaram as preocupações com a possibilidade da ocorrência de gargalos nos portos brasileiros. Do lado da baixa, concorreram para a volatilidade a regularização da moagem na maior região produtora do país , a partir da segunda quinzena de junho e, consequentemente, a retomada da produção em ritmo acelerado. Também contribuíram para essa conjuntura a posição líquida comprada elevada dos fundos e as boas chuvas nas principais regiões do mundo açucareiro. O gráfico a seguir mostra o comportamento dos preços do

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório