Viés continua de baixa

Ronaldo Lima Santana
Ao longo de agosto o mercado de açúcar apresentou um viés de baixa para preços na Bolsa de Nova York. Após se aproximar do nível de 18 cents/lb no período anterior, a commodity só operou em baixa. O excesso de oferta mundial, com base em elevados estoques, estão entre os fatores que têm determinado esse movimento baixista. A safra no Centro-Sul do Brasil (maior região produtora e açúcar e álcool) segue com expectativa de quebra expressiva na produção, embora os números, até o momento, não confirmem essa possibilidade. A partir do momento em que a quebra brasileira começar a ser melhor visualizada será muito provável a ocorrência de uma recuperação de preços em âmbito internacional. O gráfico a seguir mostra o comportamento dos preços do açúcar demerara na Bolsa de Nova York, tomando como base o vencimento de outubro próximo. No mercado interno, para os preços do açúcar (cor até

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório