ISM efeito acústico, fructose/lactose-free, produção natural e fair trade.
Mesmo com espaço total reduzido e alguns desfalques entre fabricantes e marcas de grande porte internacionais, a alemã ISM – Feira Internacional de Doces e Biscoitos provou que continua sendo a maior vitrine global do setor de confeitos (confectionery). Além de constituir o maior balcão de negócios mundial do setor, sinalizar os rumos da indústria e exibir a consolidação de tendências nos vários segmentos são desafios que, seguramente, põem em xeque a credibilidade de uma feira anual. Essas condições-chave, no entanto, foram plenamente preenchidas nessa 45.ª edição da mostra alemã. Montada de 1 a 4 de fevereiro em Colônia (Alemanha), a ISM colocou em relevo novidades saídas das incubadoras que, no conjunto, expressam a formação de tendências inovadoras na cena doceira. Um dos destaques, conferidos em estandes de diversos países, foi a incorporação de correntes já consolidadas em outras categorias de alimentos, a exemplo de linhas sob o guarda-chuva da onda de saúde e bem-estar, em segmentos como balas, chocolates, gomas, biscoitos e snacks. Ainda mais radicais, tarjas emprestadas de alimentos especiais, como organic food, gluten free, veggie (vegetariano ou vegano) e low lactose/fructose, tingiram as embalagens de confeitos e guloseimas. Apesar da flagrante diminuição de espaço, com pavilhões inteiros desativados, a ISM ostentou o número regular de empresas participantes, num total de 1.513 exibidores, sendo 228 da Alemanha. Isso foi possível com as inovações adotadas no âmbito da organização, a exemplo da montagem em sistema de “ilhas” para acomodar micro e pequenas empresas em espaços modulares bem menores que

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorGiro
Próxima matériaForte oscilação