Preservação com baixo custo

Cresce a consciência ecológica dos consumidores brasileiros, mas o preço ainda é o fator inibidor

Estudo da consultoria Mintel capta interesse crescente de consumidores sobre o tema sustentabilidade no Brasil. Nos últimos anos, ganha corpo entre a população um comportamento pró-ecológico abrindo oportunidades para as empresas criarem produtos que correspondam a essa expectativa. O relatório Mintel Estilos de Vida Sustentáveis indica que 73% dos consumidores brasileiros afirmam ter consciência sobre sua atitude realmente afetar o meio ambiente. O estudo também mostra que 74% da população sinalizam considerar “fatores verdes” na próxima compra de um eletrodoméstico ou alimentos e guloseimas, nesse caso observando o impacto das embalagens. “Ao mesmo tempo, 69% dos respondentes da pesquisa considerarão motivos ambientais quando adquirirem um bem durável ou até mesmo um pacote de snacks”, observa Sheila Salina, analista sênior de pesquisa da Mintel no Brasil. Ela observa, no entanto, que os brasileiros pretendem levar questões ambientais menos em conta se elas pesarem no custo do bem a ser adquirido. Preços altos, segundo 69% deles, preocupam mais que a preservação do meio ambiente. Além disso, 73% dos consumidores afirmam que fazer economia é a razão principal para reduzir o gasto de água ou eletricidade. Para completar, 91% consideram que o uso eficiente de energia economiza dinheiro a longo prazo, mesmo que um aparelho mais econômico ou embalagem amigável do ponto de vista ambiental sejam mais caros. “Mesmo quando mostram grande comprometimento com o meio ambiente, os brasileiros não estão preparados para aceitar soluções que irão gerar um custo extra. Os consumidores são constantemente bombardeados com informações sobre sustentabilidade e o resultado

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorPra ficar de boca aberta
Próxima matériaElas têm a força