Os ursos dançarinos

Inventora da bala de gelatina em formato de ursinho (gummy bear), a indústria de candies alemã Haribo mantém há mais de 90 anos a liderança disparada entre os muitos fabricantes da categoria que ajudou a universalizar e, por sinal, é um dos mercados focalizados em reportagem especial desta edição. Estima-se que atualmente a produção apenas da linha Gold-Bear, campeã absoluta do segmento, esteja na faixa de 100 milhões de unidades por dia. Fundada em 1920 por Hans Riegel (pai), a companhia chegou a contar com 400 funcionários até o final da II Guerra Mundial (GM). Após esse período, quem assumiu os negócios foi Hans Riegel (filho), que tocou a empresa até meados de 2009, vindo a falecer em 15 de outubro de 2013, aos 90 anos. Até hoje 50% da companhia estão sob o controle da família. Em 70 anos à frente da operação, Riegel filho construiu o império da Haribo, uma empresa que nasceu entre guerras e renasceu depois da II GM. No Brasil, ela é representada há mais de duas décadas pela importadora Aurora, que distribui com exclusividade a maioria das linhas de gomas de gelatina e marshmallows da marca.  Atualmente, emprega 6.000 trabalhadores distribuídos por 15 países. Uma curiosidade: o nome Haribo é um acrônimo resultante da soma do nome do fundador com sua cidade natal, Bonn, no Oeste da Alemanha. Seu produto mais emblemático teve origem em 1922, com o lançamento do “urso dançarino”, inspirado nas feras treinadas para atuar em festividades e mercados anuais na

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorRede saudável
Próxima matériaGiro