O futuro é agora

Como em seis décadas o Brasil se tornou a terceira maior potência de chocolates e candies do planeta

Os 60 anos da Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), completados neste exercício, reverberam ações que, ao longo de sua trajetória, conduziram o setor à atual condição de potência e player global. Considerando esse início, o futuro é agora. Mas na memória ainda viva dessa caminhada sobressai a campanha que marcou a primeira grande realização da entidade. Apesar de criada em 1957, foi no início dos anos 1970 que surgiu o maior desafio aos dirigentes da então Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, ainda sem a incorporação das demais categorias. Com população na faixa de 100 milhões de habitantes, o Brasil produzia cerca de 32 mil toneladas (t) de chocolate para um consumo per capita em torno de 320 gramas. Para se ter a dimensão desse volume, a referência na Colômbia, país sul-americano de clima semelhante, era três vezes maior. Hoje o índice brasileiro

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorIncubadora natural
Próxima matériaTerceira Anutec