No céu da boca

Crescimento em valor de gomas de mascar surfa na evolução de matérias-primas e equipamentos

843
Gomas de mascar desaceleração em volume e alta em valores.
Intensificada nos últimos três anos, a queda na produção nacional de candies é em parte amortecida pelo desempenho do reduto chicles de bola e gomas de mascar. Ainda que acuse desaceleração da demanda em volumes, o segmento sustenta alta no giro em valor. Monitoramento da Euromonitor International mostra que o consumo na ponta do varejo despencou de 58.800 toneladas (t) em 2009 para 48.700 t em 2014, cravando queda de -17,1% no quinquênio. Já em valores, apura a consultoria, o giro avançou de US$ 1,537.4 bilhão para US$ 1,789.9 bilhão, registrando salto de 16,4% no mesmo período. Na realidade, apesar do declínio decorrente da estagnação geral de confeitos açucarados, o volume de vendas do segmento de gomas cresce em torno de 2% no Brasil, observam especialistas. Com a expansão do consumo e o ingresso de novas categorias ao longo dos últimos dez anos é natural que os volumes comecem a

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorVolatilidade prevalece
Próxima matériaA caixa de ferramentas