Encalhes a pior campanha dos últimos oito anos.
Apesar das manjadas promoções de última hora alavancarem as vendas de chocolate na Páscoa, a campanha de 2015 teve um dos seus piores desempenhos. Pelo menos desde 2007, quando a Serasa Experian acionou seu indicador de atividade do comércio e passou a medir as vendas na data. Segundo a empresa, no final da semana da comemoração ( de 3 a 5 de abril), o giro aumentou modestos 3,2% em todo o país na comparação com o final de semana do ano anterior, quando a Páscoa caiu entre 18 e 20 de abril. Durante a semana, de 30 de março a 5 de abril, o crescimento foi nulo, replicando os mesmos níveis de vendas de idêntico período do exercício passado (de 14 a 20 de abril). Na cidade de São Paulo, maior centro de consumo do país, capta o indicador da Serasa, as vendas realizadas na semana pascal caíram 3,7% em relação à mesma semana do último ano. No fim de semana da data, esse giro teve queda de 3,1%. Conforme opinião unânime dos analistas econômicos, com menos dinheiro no bolso em virtude da inflação alta nos primeiros meses do ano, os consumidores deixaram para comprar seus presentes de Páscoa nos últimos dias, aguardando as promoções do varejo. Esse mesmo movimento também foi observado pela Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), que registrou queda de 0,3% nas vendas de Páscoa do comércio em todo o país. A Boa Vista considerou o período entre os dias 30

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorÉ fogo no giro
Próxima matériaAquele algo mais