Lucro esticado

Variedade de tipos e apresentações de maior valor agregado impulsionam a rentabilidade de gomas de mascar

513
Gomas de mascar vendas espichadas em valor, com volumes em queda acentuada.
Um dos redutos ainda rentáveis do setor brasileiro de candies, o segmento de chicles de bola e gomas de mascar há tempos vem registrando queda nos volumes. Em contrapartida, as principais marcas degustam uma alta em valores sem precedentes. Rastreamento da Euromonitor International no varejo da categoria capta que, nos últimos cinco anos, o consumo despencou de 58.800 toneladas (t) em 2010 para 47.400 t no último exercício. Já em valores, apura a consultoria, o giro saltou de R$ 3,352 bilhões para R$ 4,237 bilhões, no mesmo período. Segundo projeções da instituição, as vendas de gomas de mascar devem manter a atual tendência no próximo quinquênio, com queda para 46.600 t em 2020, movimentando estimados R$ 4,738 bilhões (ver quadro na pág. ao lado). Apesar do declínio decorrente da estagnação geral no mercado de confeitos açucarados, o volume de vendas do segmento de gomas cresce historicamente em torno de 2%

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorEles têm a força
Próxima matériaEle agora é do bem