Enigma do ratio

Os preços do cacau executaram mais um movimento de sobe-desce ao longo de setembro. Inicialmente, tentaram novamente alcançar o nível de US$ 3.400 na Bolsa de Nova York, mas desta vez tiveram ainda menos sucesso que na tentativa anterior em julho. Frustrado o avanço, os preços entraram em queda ininterrupta e nos sete dias de operação entre 23 de setembro – quando haviam chegado ao seu auge – e 2 de outubro, despencaram US$ 220, voltando para o mesmo nível de onde haviam partido mais de um mês atrás. Os especuladores continuavam no comando do mercado como já vem ocorrendo há muito tempo, enquanto os principais vendedores comerciais, Costa do Marfim e Gana, perseguiam de maneira rotineira seus programas de vendas futuras e os compradores comerciais retraíam-se nas altas e procuravam abastecer-se nos momentos de recuo. O cenário das atuais condições fundamentais do mercado mundial não sofreu maiores alterações. As

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório