A utilização consciente de recursos naturais e preservação do meio ambiente são fatores cruciais para garantir a qualidade de vida das futuras gerações. Pensando nisso, a ABIMAPI reafirmou seu compromisso com a sustentabilidade ao abraçar o projeto “Dê a Mão para o Futuro – Reciclagem, Trabalho e Renda”. A iniciativa é coordenada pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e conta também com apoio da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Limpeza (ABIPLA). Fruto do empenho dessas entidades, o programa nasceu em 2006 visando criar oportunidades e gerar renda para pessoas que têm seu sustento baseado na reciclagem. Aliás, o engajamento das associações na busca por soluções para dar destinação correta a embalagens pós-consumo e esforços para aumentar os índices de recuperação desses materiais existem desde antes da promulgação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, em 2010. O projeto, inclusive, já foi apresentado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) com objetivo de atender às exigências dessa nova regulamentação. A PNRS estabelece princípios de responsabilidade compartilhada entre todos os elos da cadeia, incluindo indústria, comércio, governo e consumidores, e ainda promove a inclusão social. Segundo o MMA, perto de 50% do descarte no Brasil correspondem a lixo orgânico, enquanto 35% são resíduos secos. Os 15% restantes englobam outros materiais, tais como rejeitos que não podem ser reaproveitados por dificuldades técnicas ou por questões econômicas de cada região. Do lixo seco, aproximadamente 70% são embalagens. Os municípios de Blumenau, Florianópolis, Joinville e São Bento do Sul,

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório