Crescimento na crise

Vontobel é importante identificar oportunidades em momentos de baixa e saber explorá-las.
Vontobel é importante identificar oportunidades em momentos de baixa e saber explorá-las. Operando próximo ao limite de sua capacidade desde meados da década passada, o setor brasileiro de chocolates vinha bombando até dois anos atrás. Mudanças nos hábitos, com os conceitos de saúde e bem-estar em alta na preferência do consumidor, seguramente pesaram na manutenção desse avanço. A partir daí, no entanto, a demanda começou a sinalizar algum grau de saturação. Conforme monitoramento da Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Cacau, Chocolate, Amendoim, Balas e Derivados), a produção de chocolate no ano passado ficou 3,7% menor que a do exercício anterior. A agitação em torno da produção, venda e consumo da categoria no Brasil na última década não tem precedentes em toda a sua trajetória. De quase vilão de uma alimentação sadia, o chocolate virou a coqueluche do ramo funcional, entrando na lista dos alimentos que comprovadamente trazem benefícios à saúde. A tiracolo dessas constatações, proliferam avanços tecnológicos e empreendimentos tanto do lado do fornecimento como da venda ao varejo. Marca centenária hoje pertencente ao portfólio do grupo gaúcho Vonpar, a Neugebauer obteve bons resultados no primeiro semestre do ano. Segundo Ricardo Vontobel, presidente da companhia, no geral a empresa cresceu 42% em seu faturamento em relação ao mesmo período de 2014. Entre as categorias de produtos da Vonpar Alimentos, o chocolate teve o melhor índice de resultados, com aumento de 48%, seguido pelas vendas de candies (38%) da companhia. Para Vontobel, o resultado positivo é fruto da ampliação do

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório