Contra a maré baixa

Veloso, da PVM posição fortalecida nos próximos dois anos.
Veloso, da PVM posição fortalecida nos próximos dois anos. Com estratégias mais eficientes de distribuição, foco em lançamentos e reajustes nos preços abaixo da inflação, a Perfetti Van Melle (PVM) vem conseguindo não apenas estancar a queda nas vendas, mas sustentar um improvável crescimento nos segmentos de balas e gomas de mascar. No acumulado de 12 meses até abril, o giro de gomas de mascar havia encolhido 4%, captam as planilhas da Nielsen. As vendas da PVM, no entanto, aumentaram 9,2%, no período. Enquanto na categoria de balas o setor encolheu 5% em volume, a empresa cravou incremento de 0,2%. “Em momentos de crise é mais difícil consolidar a marca, mas acredito que vai ser possível sair desse período, em 2017 ou 2018, com uma posição fortalecida”, assinala Henrique Veloso, presidente da companhia no Brasil. Para ele, já encontra-se em curso uma melhora nas condições do mercado brasileiro nesse segundo semestre, abrindo espaço para a Perfetti fechar o ano com crescimento de dois dígitos. Como parte dos aprimoramentos logísticos, a companhia inaugurou em julho um centro de distribuição (CD) em Cabo de Santo Agostinho (PE), responsável por um impulso nas vendas no Nordeste e Norte do país. Antes, toda distribuição no Brasil partia do complexo da PVM em Vinhedo (SP). Veloso anuncia a ampliação ainda este ano da oferta de balas e gomas em embalagens econômicas, como uma versão mais em conta de Mentos, com dez unidades, ofertada no varejo a R$ 1 cada embalagem. A companhia também avalia introduzir

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorLivre, leve e solta
Próxima matériaSolução à vista