Com o alerta ligado

Indústria redimensiona a oferta de chocolates e candies em função da desaceleração na demanda interna

Em queda nos últimos três exercícios, o desenvolvimento econômico do Brasil contagiou o desempenho da indústria brasileira de chocolates, biscoitos e confeitos (confectionery), ativando o alerta na produção. Apesar do esforço para segurar metas de crescimento, o setor foi conduzido a um redimensionamento da oferta em função de uma demanda menos intensa, acentuando uma desaceleração geral constatada ao longo de 2014. Persistentemente recalculado para baixo, o PIB (Produto Interno Bruto) seguiu o viés que marcou o decorrer do ano anterior, embora segmentos pontuais tenham alcançado e mantido projeção. A performance do setor nacional de confectionery, entretanto, não conseguiu driblar essa sinalização. A agitação prevista da Copa do Mundo, realizada em junho no país, e a demanda do segundo semestre, quando tradicionalmente revertem-se as perdas acumuladas, também não foram suficientes para virar o jogo. Apesar da expectativa gerada, as eleições majoritárias de outubro também em quase nada contribuíram para mudar o quadro. O consumo viabilizado pela melhora no padrão das classes de baixo poder aquisitivo, foco da política econômica implementada há mais de 10 anos, continua sendo o principal combustível da demanda de chocolates e candies. Promovida ao longo das últimas duas décadas, a melhoria na renda da população ocorreu em paralelo à revitalização empreendida na atividade do setor de confectionery no Brasil. Dezenas de milhões de consumidores ingressaram no mercado e o salto dessa demanda – em especial no Norte e Nordeste do país, áreas de concentração da população de baixa renda – redimensionou perspectivas de crescimento do setor (ver

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorUm ano de desafios
Próxima matériaEscalando o pódio