Chocolate na geladeira

Temperaturas sempre pelando são um desafio arretado para a distribuição de chocolates no Nordeste. Em muitos pontos de venda (PDVs), o calor excessivo pode alterar o aspecto do produto. Para solucionar esse problema, a Mondelez Brasil, dona das marcas Lacta, Bis e Sonho de Valsa, investiu em um projeto que, além de propiciar uma melhor experiência de compra ao consumidor, é capaz de alavancar a demanda de chocolates em regiões muito quentes. Ao constatar um incremento superior a 50% nas vendas de chocolates da marca Lacta acondicionados em minigeladeiras instaladas em PDVs do Nordeste, a empresa decidiu expandir a estratégia. Iniciada experimentalmente há quatro anos, a distribuição de refrigeradores que mantêm os chocolates a uma temperatura constante entre 18°C e 21ºC em uma das regiões mais quentes do país foi batizada de Projeto Adegas. Segundo Paula Siqueira, gerente de marketing comercial para Norte e Nordeste da companhia, o projeto começou com a instalação de 200 refrigeradores em lojas no Recife, Salvador e Fortaleza. Atualmente, conta com o dobro de unidades operando em supermercados de sete capitais, incluindo Aracaju, Maceió, Campina Grande e Natal, que entraram por último no programa. A atual ampliação vai contemplar cidades do interior da Bahia, Pernambuco, Maranhão e Piauí, informa Paula. As unidades serão instaladas principalmente em lojas de médio porte (de cinco a nove checkouts), sem sistema próprio de refrigeração. “O Nordeste tem verão praticamente o ano inteiro e em certos estabelecimentos os chocolates acabavam derretendo”, nota a executiva. Nos supermercados equipados com as minigeladeiras,

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório