Batata macanuda, tchê!

Erika, da PepsiCo expansão de Lay’s rumo ao Sul.
Erika, da PepsiCo expansão de Lay’s rumo ao Sul. Uma batata fina, com menos gordura e mais crocância, embalada por um pacote que não faz barulho e nem suja as mãos. É com essas características que a PepsiCo pretende conquistar o público adulto do Sul do Brasil. A batata frita mais vendida do mundo, segundo levantamento da Nielsen, desembarca na região nas versões clássica, picanha e sour cream. Criada há 75 anos, Lay’s é uma das grifes globais campeãs da PepsiCo. No Brasil, já figura entre as três principais marcas de batata local, passando por algumas adaptações para conquistar a preferência dos brasileiros. “Diferentemente do que ocorre em outras praças, Lay’s contou com algumas mudanças para ser introduzida no país, como uma embalagem de abertura horizontal, que permite o manuseio dos snacks com mais facilidade”, relata Erika Salgado, diretora da categoria de salgadinhos da PepsiCo Brasil. Essa solução de empacotamento, acrescenta ela, foi reconhecida globalmente pela companhia como um case de sucesso, resultando em diversas premiações. Para conquistar o paladar do brasileiro, detalha a executiva, a marca pesquisou hábitos de alimentação e lançou a versão picanha, desenvolvida para os amantes de churrasco, uma novidade que deve agradar também aos sulistas. Presente em mais de 60 países, Lay’s surgiu por aqui no final de 2013, com produção na planta de Sete Lagoas (MG) e distribuição restrita a São Paulo e Rio de Janeiro. Erika esclarece que foi necessário um período de estudos para avaliar a aceitação do produto. Agora que a

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório