Aqui processo rima com sucesso

As novidades para o setor de candies na principal vitrine nacional de tecnologia para máquinas

Fispal Tecnologia 32.ª edição focada em conteúdo para atenuar queda no setor de bens de capital.
Mais uma vez a feira ProSweets deu um banho de loja no mostruário global de máquinas e processos para o setor de confeitos (confectionery). Promovida no início do ano, na cidade alemã de Colônia, ela foi montada em paralelo à ISM, maior vitrine e balcão mundial da indústria de doces e biscoitos. As grifes de máquinas que cintilaram por lá atualizaram o estado da arte na produção de linhas para a fabricação de chocolates e confeitos. Uma parte dessa exibição, que é termômetro para as projeções de vendas mundiais de candies nos próximos anos, ganha destaque no Brasil, com a participação de empresas como Bosch, Haas e Netzsch, na Fispal Tecnologia, principal evento nacional do setor de máquinas e embalagens para alimentos e bebidas. Programada para 14 a 17 de junho em São Paulo, a mostra alcança a sua 32.ª edição em meio a um cenário pouco alentador. A indústria de máquinas e equipamentos encerrou o primeiro trimestre com queda de 30,9% na receita líquida total, totalizando R$ 15,93 bilhões de janeiro a março. Apenas em março, a redução da indústria foi de 32,6%, somando R$ 6,23 bilhões e, na comparação com fevereiro, representou queda de 1,6% no faturamento do setor de bens de capital. Os dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) assinalam que, considerando apenas o cenário doméstico, a receita de R$ 3,19 bilhões em março representou decréscimo de 48,6% e já acumula queda 49,1% no trimestre. Segundo a entidade, as incertezas políticas, combinadas

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório